BLOG

EU QUERO DIVULGAR MINHA MARCA, NÃO QUERO PLANEJAMENTO.

Alguns anunciantes ainda resistem à prática do planejamento de comunicação. As agências precisam se empenhar muito para mostrar a esses clientes que planejamento é fundamental para o sucesso das divulgações, sejam impressas ou digitais.

Na verdade, sem planejamento não se faz uma comunicação assertiva. O que se faz são testes cegos e, normalmente, o resultado é pífio.

Uma frase ilustra bem essa verdade:

¨O cliente compra pelas razões dele, não pelas suas.¨

Aí vem as perguntas:

· Como você faz para saber as razões do cliente?

· Como você faz para saber quem tem potencial para ser um cliente?

· Como você faz para saber em quais mídias ele está exposto para receber a sua mensagem?

· Como você faz para conquistar a simpatia desse cliente?

· Como você faz para saber a jornada de compra do cliente, suas preferências, seus hábitos?

Tudo isso é objeto de estudo do planejamento! E sem essas informações formatadas, analisadas e compreendidas com inteligência de mercado, você vai jogar dinheiro fora com publicidade.

Fazer publicidade sem planejamento é como construir uma casa sem alicerce. A casa vai cair!

Um planejamento bem feito serve como alicerce para um longo período de divulgação. Propósito e posicionamento de marca são muito estáveis. Eles se alteram somente quando há mudanças bruscas na empresa, como por exemplo, entrar em um outro segmento de negócio.

O planejamento, além de funcionar como o alicerce de uma construção, pode também ser comparado como uma bússola. Ele vai sempre nortear as comunicações da empresa. Ele vai dizer, com muita assertividade:

· o que falar,

· com quem falar,

· como falar,

· onde falar,

· quando falar e

· porque falar.

Muitos anunciantes já se conscientizaram da essencialidade do planejamento. Isso é um grande alívio para as agências e um grande passo para a valorização dos profissionais de publicidade!

por Sanny Quintana
Planner da Rambla7

Voltar